You are currently viewing Anderson, do Molejo, é acusado de estupro por jovem de 21 anos

Anderson, do Molejo, é acusado de estupro por jovem de 21 anos

Vítima registrou boletim de ocorrência e disse ter recebido ameaças de amigos do cantor para que não denunciasse o caso

O vocalista do grupo Molejo, Anderson de Oliveira, está sendo acusado de estuprar um rapaz de 21 anos. A vítima, que se referia ao músico nas redes sociais como padrinho artístico, compareceu à 33ª Delegacia de Polícia do Rio, em Sulacap, nesta quarta-feira (3), e registrou um boletim de ocorrência acusando o cantor pelo crime. 

O jovem conversou com o R7 e afirmou ter sido violentado no fim do ano passado. A reportagem também teve acesso ao boletim de ocorrência, que traz detalhes da acusação. 

De acordo o documento, a vítima teria saído de casa no dia 11 de dezembro de 2020, por volta da meia-noite. À polícia, o rapaz contou que foi se encontrar com Anderson para conversar sobre sua carreira artística. O encontro teria sido marcado em um clube conhecido como Colombinos, no bairro da Taquara, onde o empresário do cantor teria um grupo de futebol.

O jovem afirmou que, chegando ao local, entrou no carro do músico e, no interior do veículo, Anderson teria dito: “Vamos pra algum lugar comer alguma coisa e a gente faz a reunião, filho”. Ele disse que percebeu que o músico dirigia o carro para a Estrada do Catonho, zona oeste do Rio, e acreditou efetivamente que eles iriam fazer uma refeição. Entretanto, o vocalista do grupo Molejo teria o levado para um motel.

Boletim de ocorrência foi realizado na 33ª Delegacia de Polícia do Rio

Boletim de ocorrência foi realizado na 33ª Delegacia de Polícia do Rio

ARQUIVO PESSOAL

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, Anderson teria dito: “Calma, é uma reunião sigilosa que pode mudar a sua carreira”. O documento narrou ainda que o cantor teria aberto a porta do quarto. Na sequência, teria puxado o celular das mãos da vítima, desligado e teria voltado a dizer: “Calma, que é uma reunião”.

Boletim de ocorrência foi realizado na 33ª Delegacia de Polícia do Rio (Sulacap)

Boletim de ocorrência foi realizado na 33ª Delegacia de Polícia do Rio (Sulacap)

ARQUIVO PESSOAL

De acordo com o relato, Anderson, tirou a própria roupa e deu dois tapas no rosto da vítima. O rapaz contou que ficou assustado e chorou quando o músico teria começado a xingá-lo. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o pagodeiro teria arrancado as roupas da vítima e a violentado.

Ao R7, o rapaz de 21 anos disse ter provas da violência, contando ter a peça ínima que usava no dia do ocorrido. Disse ainda que conheceu o vocalista do Molejo há oito meses e que havia demonstrado, na ocasião, o interesse em fazer um trabalho artístico com o cantor. O jovem  finalizou dizendo que chegou a ser a ameaçado por amigos de Anderson caso ele fosse à delegacia. 

Procurado pela reportagem, Anderson, do grupo Molejo, não respondeu o nosso contato até o momento. O espaço segue aberto para manifestações.

FONTE: R7.COM

Deixe uma resposta